Zolpidem- benefícios e riscos

Zolpidem- benefícios e riscos

3 minutos Como principal benefício,  podemos comparar com outros sedativos, o Zolpidem tende a interferir menos com as fases naturais do sono, incluindo o sono REM (movimento rápido dos olhos), que é essencial para a restauração mental assim como apresenta menor probabilidade de efeitos residuais na manhã seguinte, como sonolência ou sensação de “ressaca”. Pesquisas também demonstraram  que o Zolpidem é rápido e eficaz na restauração da função cerebral em pacientes em estado vegetativo após lesão cerebral. Essa droga tem a propensão de reverter Continue lendo

Medicamentos que devem ser evitados em idosos

Medicamentos que devem ser evitados em idosos

6 minutos A utilização de medicamentos inadequados por idosos representa um problema de saúde pública de grande magnitude, porque estes medicamentos podem potencializar a propensão a problemas mais graves de saúde.  Para auxiliar na tomada de decisões terapêuticas seguras e eficazes, existem 2 ferramentas amplamente reconhecidas para a identificação de medicamentos potencialmente inapropriados para idosos são os critérios de Beers e a lista STOPP. Créditos imagem: Vinícius Lôbo – Farmacêuticos do Cerrado A suscetibilidade aumentada de idosos, em especial pessoas com >65 anos, a Continue lendo

Herpes labial X herpes genital – Diferenças

Herpes labial X herpes genital – Diferenças

11 minutos Tais patologias apresentam muita similaridade, entretanto possuem algumas diferenças relevantes a todos os profissionais de saúde entenderem.  Veja: HERPES LABIAL Sintomas:  Transmissão: Após a infecção inicial, o vírus permanece latente nos gânglios nervosos e pode reativar periodicamente, causando novos surtos de herpes labial. Os gatilhos para a reativação podem incluir estresse, exposição solar, fadiga, menstruação, privação de sono e baixa imunidade. A Herpes labial pode ser transmitido para região genital da pessoa infectada ou de terceiros, pelo contato direto e indireto com Continue lendo

Testes de detecção de Dengue

Testes de detecção de Dengue

3 minutos Com o aumento progressivo de casos de Dengue em todo o Brasil, a procura por testes de detecção de Dengue só aumenta e com esse aumento surgem as dúvidas sobre qual exame realizar e quando o realizar, uma vez que existem, disponíveis no pais, diferentes testes para a Dengue. Vejam os fatos: TESTE DE ANTICORPOS IgM e IgG Também chamado de exame de sorologia para dengue. É feito por meio de coleta de sangue por punção venosa. Possui alta eficácia para identificar Continue lendo

Informativo:Perguntas e respostas sobre a vacina contra a dengue

Informativo:Perguntas e respostas sobre a vacina contra a dengue

5 minutos Vacina QDENGA® (vacina dengue 1, 2, 3 e 4 (atenuada)), do laboratório japonês Takeda, teve seu registroaprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023. O processo permitiu acomercialização do produto no Brasil, desde que mantidas as condições aprovadas.Confira algumas dúvidas respondidas sobre a vacinação com a Qdenga no país. 1- Quem pode se vacinar contra a Dengue com a vacina Qdenga?Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou a QDENGA® (TAK-003) para utilização em indivíduos de 4 a 60 Continue lendo

Dengue:  curiosidades e vacina

Dengue: curiosidades e vacina

5 minutos A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. O vírus é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, um mosquito urbano e diurno que se reproduz em depósitos de água parada. O controle e prevenção do avanço da doença sobre a cidade só é possível se cada um fizer sua parte constante, evitando água parada e lixo acumulado, principalmente em períodos chuvosos. CURIOSIDADE: imagem 1 VACINA CONTRA DENGUE – SUS O Sistema Único de Saúde (SUS) terá, a Continue lendo

Dicas de Farmacêuticos: situações que pessoas com HIV podem viver

5 minutos O HIV é um retrovírus adquirido por contato sexual desprotegido ou com fluidos corporais (sêmen, sangue, fluido vaginal, leite materno) de pessoa contaminada. Ele age principalmente agredindo as células de defesa do corpo humano. Possui o tipo HIV1 e o HIV2 como formas principais. A Aids é a doença causada pela infecção do HIV na pessoa não tratada. É uma doença que pode ser tratada, para que o infectado pelo HIV não morra, porém uma vez infectado pelo vírus HIV, a pessoa Continue lendo

Dia mundial de combate ao HIV/AIDS – casos de cura do HIV no mundo

Dia mundial de combate ao HIV/AIDS – casos de cura do HIV no mundo

10 minutos Até 2023 foram relatados cientificamente 8 casos de cura em todo mundo. Sendo que destes casos, 2 deles não sofreram intervenção científica e obtiveram cura espontânea. Esses 2 casos são do gênero feminino, que adquiriram a cura sem uso de medicamentos ou transplante de medula. As outras seis pessoas integram o grupo de indivíduos que foram submetidos a estratégias científicas exitosas. Lembre-se: De 1% a 3% da população vivendo com HIV recebem o nome de controladoras de elite porque não mostram sinais Continue lendo

ESTIMULANTES SEXUAIS DISPONÍVEIS NO BRASIL

ESTIMULANTES SEXUAIS DISPONÍVEIS NO BRASIL

10 minutos Os inibidores da Fosfodiesterase Tipo 5 (iPDE5) constituem a terapia oral mais utilizada para tratamento da Disfunção Erétil (DE) atualmente. Estes atuam promovendo o relaxamento da célula muscular do tecido cavernoso peniano, condição necessária para obtenção da ereção. Seu uso está condicionado ao estímulo sexual e a presença do desejo em ter uma relação sexual. Apesar de sua ampla utilização como estimulantes sexuais, tal classe de medicamento possui outras indicações. Os Inibidores da fosfodiesterase são um grupo diversificado de medicamentos que atuam bloqueando Continue lendo

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS COM CAFÉ

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS COM CAFÉ

1 minuto Estudos mostram que o café pode estimular o estômago, alterando o tempo que a comida leva para passar pelo sistema digestivo. No entanto, sua xícara de café matinal também pode interagir com medicamentos que você esteja tomando e alterar a rapidez com que eles são absorvidos pela corrente sanguínea.  Isso significa que beber café ao mesmo tempo que toma a medicação pode afetar o quão bem ela funciona para você. Em 2020, um grupo de pesquisadores revisou vários medicamentos e como eles foram afetados Continue lendo

Curiosidades sobre o HIV

Curiosidades sobre o HIV

3 minutos HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana, que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Caso não seja tratado, o paciente infectado pode desenvolver a AIDS. Veja algumas curiosidades sobre o HIV. crédito da imagem: Ministério da Saúde Sites com informações úteis e confiáveis sobre o HIV/Aids

O Farmacêutico e o segmento de suplementos

O Farmacêutico e o segmento de suplementos

5 minutos A entrevistada do mês de Outubro é Eliane Ferreira é Farmacêutica e Bioquímica, é pós-graduada em Farmácia Clínica e especialista em suplementação individualizada. Atuação em farmácia magistral e, atualmente, em consultório farmacêutico integrativo privado- o nicho de atendimento é, principalmente em saúde da mulher. O termo “suplemento” está regulamentado pela RDC 243 de 26 de julho de 2018 e refere-se a produtos para a ingestão oral contendo nutrientes, substâncias bioativas, enzimas e probióticos, usados de forma isolada ou em associação, com o Continue lendo

Saiba mais sobre o Consultório Farmacêutico

Saiba mais sobre o Consultório Farmacêutico

7 minutos E no mês de Setembro a nossa entrevistada é Amanda Vargas de Sá Araldi, ela é Especialista em Exames Laboratoriais e Especialista em Farmácia Oncológica é também Farmacêutica Bioquímica pela Universidade de Caxias do Sul desde 2006 e proprietária da farmácia de manipulação Dona Flora e da drogaria Agafarma Flores da Cunha, no Estado do Rio Grande do Sul, onde atua em seu Consultório Farmacêutico. Saiba mais sobre esse tema de importante relevância para a profissão farmacêutica: O que é o consultório Continue lendo

Dicas de Farmacêutico: Antipsicóticos: farmacologia em resumo

Dicas de Farmacêutico: Antipsicóticos: farmacologia em resumo

2 minutos Os antipsicóticos possuem ação psicotrópica, com efeitos sedativos e psicomotores, também chamados de neurolépticos, por causarem retardo psicomotor, tranquilização emocional e indiferença afetiva. Possuem 2 classificações: Antipsicóticos típicos: apresentam um efeito ímpar nos chamados sintomas positivos da esquizofrenia, como, por exemplo, Alucinações e Ilusões. Farmacologicamente, são antagonistas do receptor D2 da Dopamina. Causam efeitos extrapiramidais como tremores. Antipsicóticos atípicos: possuem um alto efeito nos receptores serotoninérgicos 5-HT-2A. Por conta disso, apresentam uma melhor atuação nos chamados sintomas negativos da esquizofrenia (isolamento social, Continue lendo

DICAS DE FARMACÊUTICO BENZODIAZEPÍNICOS: FARMACOLOGIA EM RESUMO

DICAS DE FARMACÊUTICO BENZODIAZEPÍNICOS: FARMACOLOGIA EM RESUMO

2 minutos Os benzodiazepínicos pertencem a uma variedade de substâncias que tem a capacidade de deprimir o Sistema Nervoso Central (SNC), provocando calma ou sedação (sonolência). Os Benzodiazepínicos (BDZs) são sendo classificados como hipnóticos sedativos. Os BDZ são considerados fármacos de primeira escolha no tratamento da ansiedade, podem ser úteis como miorrelaxantes, anticonvulsivantes, pré-anestésicos e anestésicos propriamente ditos, porém a escolha dos diferentes benzodiazepínicos disponíveis deve ser feita após o diagnóstico do transtorno, assim como após a avaliação das condições físicas do paciente. Estes Continue lendo

Informativo: febre maculosa em resumo

Informativo: febre maculosa em resumo

3 minutos A febre maculosa é uma doença infecciosa, febril aguda causada por riquétsia, com potencial fatal, transmitida por picada de carrapatos de mamíferos e roedores domésticos e selvagens, contaminados. A doença surge principalmente de março a setembro, quando os carrapatos adultos estão ativos e há mais probabilidade de as pessoas se encontrarem nas áreas infestadas por eles.  Os carrapatos adquirem essas riquétsias ao se alimentarem de mamíferos e/ou, roedores infectados.  As fêmeas de carrapato infectadas também podem transmitir as riquétsias às suas crias.  A infecção Continue lendo

Cabotegravir – Farmacologia

Cabotegravir – Farmacologia

10 minutos O Cabotegravir é um antirretroviral da classe dos inibidores da enzima integrase, que impede a inserção do DNA viral do HIV no DNA humano. Este medicamento, ganhou registro na ANVISA, no ultimo dia 5 de junho de 2023. O medicamento Apretude® (cabotegravir), nas formas de comprimido e suspensão injetável, possui a indicação de prevenção do contágio pelo vírus HIV, para ser usado em pessoas com mais de 35Kg e mais de 12 anos de idade. Os inibidores da enzima integrase bloqueiam a Continue lendo

Informativo: COVID-19 – variante  ARCTURUS 2023

Informativo: COVID-19 – variante ARCTURUS 2023

4 minutos A linhagem do vírus SARS-CoV-2, que causa covid, identificada como XBB.1.16, vem sendo tratada desde meados de abril como uma variante de interesse, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em função da sua rápida disseminação nas últimas semanas. Embora provoque sintomas diferentes em comparação com cepas passadas, como conjuntivite e quadros de febre alta, a nova linhagem não apresentou, até o momento, potencial para causar novas ondas de mortes e hospitalizações, ou então gerar riscos mais graves à saúde dos infectados, segundo Continue lendo

Dicas de  Farmacêutico: Engov e  algumas interações medicamentosas

Dicas de Farmacêutico: Engov e algumas interações medicamentosas

2 minutos Engov® é uma associação medicamentosa composta pelos princípios ativos maleato de mepiramina, cafeína, ácido acetilsalicílico (AAS) e hidróxido de alumínio é utilizada para alívio de dor de cabeça, prevenção e tratamento da ressaca, enxaqueca e enjoo após ingestão de álcool. Sua bula profissional, registrada junto a ANVISA, traz a indicação:“É indicado para o alívio de cefaleias e como anti-histamínico, no alívio de sintomas de alergia. Esse medicamento é composto por hidróxido de alumínio que confere ação antiácida, ácido acetilsalicílico como analgésico, maleato Continue lendo

Informativo: finalmente vacina 9- Valente contra HPV é lançada no Brasil

Informativo: finalmente vacina 9- Valente contra HPV é lançada no Brasil

2 minutos A Infecção pelo papilomavírus humano (HPV) é a doença sexualmente transmissível mais comum no mundo. O HPV pode causar verrugas cutâneas, verrugas genitais ou certos tipos de câncer, dependendo do tipo de HPV.  Ter HPV não significa ser promiscuo, significa que ainda vivemos baixa cobertura vacinal – Farmacêuticos do Cerrado. Inicialmente, pode não apresentar sintomas. Mas deve-se ficar atento aos sintomas quando a imunidade do infectado fica baixa, com a aparição de lesões semelhantes a verrugas. Além disso, a longo prazo, o vírus é responsável Continue lendo

Informativo: Diversidade de gênero- entenda os conceitos

Informativo: Diversidade de gênero- entenda os conceitos

3 minutos A diversidade sexual e de gênero é um termo usado para referir-se de maneira inclusiva a toda a diversidade de sexos, orientações sexuais, identidades e expressões de gênero sem necessidade de especificar cada uma das identidades que compreendem esta pluralidade. Pode parecer confuso a primeira, mas é fácil entender e imprescindível para qualquer profissional da saúde e membro da sociedade que preza pelo respeito e a harmonia em sociedade. Veja alguns conceitos: – Identidade de gênero: é a forma que você se enxerga no mundo, independentemente de seu sexo biológico. Você pode Continue lendo

Relação entre as pessoas com demências e animais de estimação

Relação entre as pessoas com demências e animais de estimação

4 minutos Os animais de estimação levam alegria aos ambientes, chamam a atenção e aguçam os sentidos das pessoas. Seja um cachorro, um gato, um passarinho ou um hamster, eles atraem os olhares, despertam interesse, estimulam as pessoas. Porém, os benefícios vão além do simples encantamento, já que o convívio com animais pode ser benéfico para pessoas que enfrentam doenças demências. Entre as doenças demenciais mais comuns que atingem as pessoas com o avançar da idade estão a Doença de Alzheimer e a Doença Continue lendo

<strong>Educação em Saúde: da teoria para a prática</strong>

Educação em Saúde: da teoria para a prática

3 minutos Carolina Maria Xaubet Olivera é Doutora em Ciências e Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo. Atualmente, membro da equipe de farmacêuticos do Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos – Cebrim, do Conselho Federal de Farmácia “Declaro a ausência de conflito de interesses ao expressar a minha opinião pessoal sobre o tema e não reflete necessariamente a opinião do órgão que tenho vínculo empregatício.” A educação em saúde é uma das 137 áreas de Continue lendo

Doença de Parkinson

Doença de Parkinson

3 minutos O Parkinson é uma doença degenerativa e lentamente progressiva de áreas específicas do cérebro. É caracterizada pelo tremor quando os músculos estão em repouso (tremor de repouso), aumento no tônus muscular (rigidez), lentidão dos movimentos voluntários e dificuldade de manter o equilíbrio (instabilidade postural). A progressão da doença pode levar a demência. A doença de Parkinson é a segunda doença degenerativa mais comum do sistema nervoso central após a doença de Alzheimer. Ela afeta – Cerca de 1 em 250 pessoas com Continue lendo

O que é Lecanemab?

O que é Lecanemab?

2 minutos O Lecanemab é um anticorpo monoclonal que consiste na versão humana de um anticorpo de camundongo, mAb158, que reconhece protofibrilas e previne a deposição de beta-amilóide em modelos animais da doença de Alzheimer, sendo um medicamento experimental desenvolvido em conjunto pelas empresas Biogen e Eisai que está atualmente em ensaios clínicos para o tratamento da doença de Alzheimer A amiloide é uma proteína que se aglomera nos espaços entre os neurônios no cérebro e forma placas bastante características da doença de Alzheimer. O estudo em larga escala envolveu 1.795 voluntários em estágio inicial da doença de Alzheimer. Infusões de lecanemab foram administradas Continue lendo

O que é o medicamnrto Paxlovid?

O que é o medicamnrto Paxlovid?

4 minutos A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta segunda-feira (21/11/2022) a venda do Paxlovid® em farmácias do país. De acordo com a agência, o medicamento poderá ser fornecido tanto para farmácias como para hospitais particulares do país. Nas farmácias, é necessária uma prescrição médica (receita). O Paxlovid®, porém, estará com bula e rotulagem em português de Portugal e em espanhol. O preço base, pelo medicamento, ainda não foi divulgado pela Pfizer, no Brasil. O remédio deverá ser utilizado somente por adultos e é indicado para Continue lendo

Vacina Pfizer  Baby- Informações

Vacina Pfizer Baby- Informações

3 minutos A Anvisa aprovou em setembro de 2022, a vacina da Pfizer para crianças entre 6 meses e 4 anos, chamada no Brasil: Pfizer Baby, identificada com tampa de cor vinho, que vai indicar frascos da vacina para esta faixa etária. NOME ORIGINAL: Comirnaty® Vacina covid-19, Pfizer / Wyetch Industria Farmacêutica. A formulação da vacina autorizada deverá ser aplicada em três doses de 0,2 mL (equivalente a 3 microgramas). As duas doses iniciais devem ser administradas com três semanas de intervalo, seguidas por uma terceira dose administrada pelo menos Continue lendo

Saúde masculina- a importância da higiene

Saúde masculina- a importância da higiene

3 minutos A higiene íntima masculina é de extrema importância para a saúde do homem, mesmo que muitos homens não levam a sério. Não basta tomar banho todos os dias para estar livre de problemas. A falta de higienização pode causar problemas desde constrangimento no momento de uma relação sexual até o surgimento de doenças ou mesmo do câncer. É importante ressaltar que, além de infecções, a falta de higiene íntima masculina pode trazer problemas sérios à saúde do homem, como o aumento do Continue lendo

Você sabe o que é vírus sincicial respiratório (VSR)?

Você sabe o que é vírus sincicial respiratório (VSR)?

10 minutos O Vírus Sincicial Respiratório (VSR) é uma causa muito comum de infecções das vias aéreas, especialmente em crianças. Quase todas as crianças já foram infectadas por este vírus antes dos quatro anos de idade, muitas no primeiro ano de vida. A infecção não proporciona imunidade completa. Assim, a reinfecção é comum, ainda que em geral menos grave. Os surtos geralmente ocorrem no inverno e no início da primavera.  O VSR pode ser classificado como componente da ordem Mononegavirales, família Paramyxoviridae, subfamília Pneumovirinae e gênero Continue lendo

Dicas de farmacêutico: qual importância das vacinas ?

Dicas de farmacêutico: qual importância das vacinas ?

3 minutos Descobertas há mais de 200 anos, após cientistas perceberem a capacidade do corpo de gerar anticorpos ao receber amostras de antígenos – parte de microrganismos que podem causar doenças e são estranhos ao organismo – em estado inofensivo, as vacinas tiveram grande avanço no decorrer dos anos. Uma das provas da eficácia do uso delas é a possibilidade de erradicar doenças, como no caso da Varíola humana. O último registro da enfermidade no mundo havia sido em 1977. A poliomielite (paralisia infantil) Continue lendo

Você sabe o que é vírus HTLV?

Você sabe o que é vírus HTLV?

3 minutos O HTLV (vírus linfotrópico de células T humanas) é um retrovírus humano oncogênico causador de doença infecciosa, descoberto na década de 80. Esse vírus infecta principalmente as células do sistema imunológico (LTCD4+), e possui a capacidade de imortaliza-las, fazendo assim com que essas percam sua função de defender nosso organismo, no entanto, o papel desse vírus na oncogênese ainda está para ser estabelecido.  O vírus HTLV é da mesma família que o HIV, porém não casa o mesmo tipo de infecção e Continue lendo

Manejo de paciente em dificuldade de deglutição: posso triturar comprimidos e cápsulas?

Manejo de paciente em dificuldade de deglutição: posso triturar comprimidos e cápsulas?

6 minutos Chamamos a dificuldade de engolir substâncias líquidas ou sólidas de disfagia. Além de não conseguir deglutir, no caso, uma pílula, o indivíduo pode sentir náusea pela presença física do comprimido na garganta ou até pelo tamanho dele. Existem dois tipos de disfagia: a orofaríngea (quando há dificuldade de engolir na parte inicial do processo digestivo, ou seja, da garganta à faringe) e a esofágica (quando o problema está na passagem da substância entre o esôfago e o estômago). Esse problema pode estar Continue lendo

Retrovirais- Introdução ao estudo

Retrovirais- Introdução ao estudo

4 minutos Os vírus são considerados parasitas intracelulares obrigatórios, necessitando de uma célula e dos processos de síntese da célula de um ser vivo para replicação. Para impedir esse mecanismo, os agentes antivirais devem bloquear a entrada, a atividade interna ou a saída do vírus na célula hospedeira. Foi fundamental o conhecimento dos mecanismos envolvidos na replicação dos vírus para compreender como atuar nos alvos potenciais para terapia antiviral. Visando à maior especificidade e à menor toxicidade, os estudos recentes direcionam pesquisas nesse intuito, Continue lendo

Alguns mitos e verdades sobre Monkeypox- Varíola dos macacos

Alguns mitos e verdades sobre Monkeypox- Varíola dos macacos

6 minutos – A Monkeypox foi criada em laboratório? Mito – A Varíola dos Macacos é uma doença zoonótica, o que significa que pode ser transmitida de animais para humanos e vice e versa. Embora ninguém saiba como ela foi transmitida, pela primeira vez, a um ser humano, certamente não foi criada por cientistas em laboratório, pois inicialmente macacos selvagens na África apresentaram o vírus e doença, antes mesmo que humanos. – A Mokeypox é uma doença nova? Mito – O vírus da varíola dos Continue lendo

Farmacêutico responde: Lesões e tempo de transmissão da varíola do macaco

Farmacêutico responde: Lesões e tempo de transmissão da varíola do macaco

2 minutos 1 – QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA VARÍOLA DO MACACO? QUAIS VÊEM PRIMEIRO? Os principais sintomas se iniciam com temperatura corporal acima de 37,5° Celsius. A pessoa também pode ter dor no corpo, na cabeça e na garganta, e edema nos gânglios linfáticos, com surgimento de ínguas. O período febril tem duração de cerca de 5 dias. Conforme a febre reduz, as lesões na pele começam a aparecer. Inicialmente, é uma lesão avermelhada, que se eleva e vira uma bolha com presença Continue lendo

Tecovirimat- tratamento para Varíola de macaco

Tecovirimat- tratamento para Varíola de macaco

8 minutos Tecovirimat ou Tecovirimat SIGA vendido sob a marca Tpoxx® principalmente. É um medicamento antiviral com atividade contra vírus da família Poxviridae. O medicamento Tecovirimat é indicado para o tratamento das seguintes infeções virais em adultos e crianças com um peso corporal de pelo menos 13 kg: ·       Varíola ·       Varíola dos macacos ·       Varíola bovina Também é indicado para tratar complicações causadas pela replicação do vírus vaccinia, após a vacinação contra a varíola em adultos e crianças com um peso corporal de pelo menos 13 Continue lendo

Você sabia? Vírus sabiá- Febre hemorrágica brasileira

Você sabia? Vírus sabiá- Febre hemorrágica brasileira

5 minutos O vírus sabiá foi identificado, pela primeira vez, no estado de São Paulo, no início da década de 1990, após a morte de uma mulher de 25 anos que havia manifestado alguns sintomas semelhantes aos da febre amarela (febre alta e hemorragias, especialmente), depois de uma viagem para a cidade de Cotia, no interior paulista, onde provavelmente se deu o contágio. Além desse primeiro episódio, a literatura médica registra apenas outros três de infecção pelo vírus sabiá, seguidos por um longo período Continue lendo

VARÍOLA DE MACACO

VARÍOLA DE MACACO

3 minutos HÁ VACINA CONTRA VARÍOLA DE MACACO? A varíola dos macacos é transmitida pelo vírus monkeypox, que pertence ao gênero orthopoxvirus. É considerada uma zoonose viral (o vírus é transmitido aos seres humanos a partir de animais) com sintomas muito semelhantes aos observados em pacientes com varíola, embora seja clinicamente menos grave. O período de incubação da varíola dos macacos é geralmente de seis a 13 dias, mas pode variar de cinco a 21 dias, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Continue lendo

Dicas de Farmacêutico:  COVID-19 x Medicamentos: perguntas e respostas

Dicas de Farmacêutico: COVID-19 x Medicamentos: perguntas e respostas

3 minutos 1- HÁ MEDICAMENTOS QUE ESTÃO ASSOCIADOS AO AGRAVAMENTO DA COVID-19 DO PACIENTE INFECTADO? NÃO, até o momento, não há relato de medicações claramente associadas a evoluções de maior gravidade nos casos de COVID-19. O que sabemos, no entanto, e que o uso indiscriminado de alguns medicamentos, como Antibióticos, Hidroxicloroquina, Ivermectina e outros, não são eficazes podem trazer consequências como resistência bacteriana, hepatite medicamentosa, inflamação hepática e insuficiência renal. E importante salientar também que Antibióticos não tratam infecções causadas por vírus. 2- EXISTE Continue lendo

Morfina: farmacologia e precauções

Morfina: farmacologia e precauções

7 minutos Derivado opioide isolado pela primeira vez em 1804, esta substância começou a ser distribuída pelo seu criador Friedrich Sertüner, já em 1817, porém apenas em 1827 passou a ser comercializada como medicamento pela empresa Química Merck.  A morfina é um fármaco narcótico. Narcóticos são substância esta que fazem adormecer e reduzem ou eliminam a sensibilidade. Em termos médicos são designados como derivados opioides. A morfina é usada para o alívio da dor intensa aguda e crônica e sua administração pode ser por Continue lendo

Estudo in vitro e in vivo sobre a estimulação do Sistema Imunitário contra o Câncer utilizando o Fitoquímico Curcumina

Estudo in vitro e in vivo sobre a estimulação do Sistema Imunitário contra o Câncer utilizando o Fitoquímico Curcumina

12 minutos A Dra. Rayane Ganassin é Farmacêutica, Doutora em Nanociência e Nanobiotecnologia e hoje irá compartilhar com o Diário Farma informações super atuais em relação ao câncer e a curcumina. Diante dos crescentes novos casos de câncer é evidente a necessidade de se estudar novos esquemas terapêuticos na tentativa de encontrar soluções menos agressivas aos pacientes e com melhores resultados. Câncer é o nome dado ao conjunto de mais de 100 doenças que tem em comum o crescimento desordenado de células, que invadem Continue lendo

O uso de medicamentos em portadores de síndrome de Down

O uso de medicamentos em portadores de síndrome de Down

8 minutos Entre as alterações causadas pelo excesso de material genético do cromossomo 21, estão as hipersensibilidades medicamentosas determinadas por um conjunto variável de deficiências enzimáticas. A farmacoterapia para pessoas com síndrome de Down deve seguir os princípios do uso racional de medicamentos, que segundo a OMS é a situação na qual os pacientes recebem os medicamentos apropriados às suas necessidades clínicas na dose correta por um período de tempo adequado e um custo acessível. Evidentemente, procura-se evitar o uso de fármacos com índice Continue lendo

Farmácias municipais X dispensários de medicamentos

Farmácias municipais X dispensários de medicamentos

11 minutos Éverton Borges é Farmacêutico Bioquímico e Analista Clínico/UFRGS. É Especialista em Gestão da Assistência Farmacêutica/UFSC. Assessor de Relações Institucionais do CRF-RS, membro do Grupo Técnico de Apoio aos Municípios na Assistência Farmacêutica (CRF/RS), membro da Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos e Ordens das Profissões Regulamentadas do RS (Fórum-RS) e Coordenador do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum-RS, membro do Fórum Gaúcho de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos (FGCIA), membro do Comitê Executivo Estadual do RS do Fórum Nacional do Judiciário Continue lendo

Como transformar Farmacêuticos em gerentes ?

Como transformar Farmacêuticos em gerentes ?

12 minutos Marcelo Cristian é Farmacêutico e diretor da @desenvolva consultoria e hoje irá compartilhar com o Diário Farma informações sobre os farmacêuticos e o gerenciamento. Quais as habilidades do Farmacêutico varejista ? Atualmente, o farmacêutico que atua em farmácia e drogarias limita-se ao atendimento ao cliente, ao controle burocrático das substâncias de controle especial e ao controle do sistema de validades dos produtos da loja. Porém, a realidade do comercio varejista hoje vem se modificando, onde a cada dia necessita-se de pessoas multiprofissionais, Continue lendo

Pílula do dia seguinte- quando usar ?

Pílula do dia seguinte- quando usar ?

4 minutos A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência, portanto deve ser utilizada somente em último caso. Nos Estados Unidos a chamam de plano B.  Ela deve ser usada quando, por exemplo, a camisinha estoura no momento da ejaculação. Ou então quando a mulher se esquece de tomar a pílula anticoncepcional. Em casos de estupro ela também é amplamente utilizada. Portanto, não se deve fazer de seu uso um hábito nem tomar mais que uma dose por mês.  É importante ressaltar a importância desse Continue lendo

Por que precisamos vacinar as crianças contra a Covid-19?

Por que precisamos vacinar as crianças contra a Covid-19?

10 minutos Nesse artigo falaremos com a Dra. Carolina Maria Xaubet Olivera (Farmacêutica, Coordenadora do Programa Educação em Saúde na Pediatria, Vinculada ao Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos-Cebrim-CFF) sobre a importância da imunização do público infantil. “Declaro a ausência de conflito de interesses ao expressar a minha opinião pessoal sobre o tema e não reflete necessariamente a opinião do órgão que tenho vínculo empregatício.” Introdução Desde o início da pandemia, mais de 6,8 milhões de crianças nos Estados Unidos tiveram teste positivo para Continue lendo

Suplementos mais utilizados na Estética

Suplementos mais utilizados na Estética

2 minutos 1- Biotina é a base de Vitamina B7, que estimula a produção de queratina necessária para a saúde do cabelo, além de promover a hidratação. Também é importante para a pele, já que a mantém saudável e evita o ressecamento. 2- A Nicotinamida é uma forma de Vitamina B3. Também é conhecida como Niacinamida ou amida do ácido nicotínico, além de tratar a inflamação causada pela bactéria. Fortalece a barreira cutânea e manter a pele protegida e hidratada. 3- O Ácido Hialurônico Continue lendo

DOENÇAS VIRAIS: HEPATITE F – CASO ESPECIAL

DOENÇAS VIRAIS: HEPATITE F – CASO ESPECIAL

3 minutos A Hepatite F é o nome que havia sido dado a uma forma de hepatite viral que parecia ser inexplicável pelos vírus que causam hepatite A, B, C, D, E e G.  Tem sido debatido se esta forma de hepatite é causada por um vírus ou separada por uma variante de um dos outros vírus de hepatite. Por exemplo, alguns profissionais acreditam que pode ser uma variante do vírus da hepatite B. Por outro lado, há cientistas que acreditam que essa forma de hepatite Continue lendo