Dr. Vinícius Lôbo

Farmacêutico com Graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Paulista de Brasilia (Unip-DF), Especialista em Farmacologia Clínica e Prescrição e Mestre em Virologia Molecular pela Universidade de Brasilia (UnB) e Mestrado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de Lisboa (UL) Portugal.
Apaixonado pela profissão, desenvolvo palestras, cursos e artigos.

Covid prolongada ou persistente

Covid prolongada ou persistente

3 minutos COVID PROLONGADA ou PERSISTENTE Conhecida como covid prolongada ou persistente, estudos têm sugerido ao longo desse ano em que enfrentamos a pandemia de covid-19, que alguns pacientes curados dos principais sintomas da doença tendem a desenvolver outros sinais, sintomas e comorbidades que estão ligados a covid-19, até meses após terem adoecido. A covid-19 desaparece em duas semanas para a grande maioria dos infectados, porém com o passar do tempo, cresceu o número de pacientes que relatam sintomas prolongados por semanas ou meses. Continue lendo

Hepatite medicamentosa

Hepatite medicamentosa

7 minutos No último ano tem-se notado um aumento de usos de medicamentos indiscriminadamente e além disso, há relato de caso de paciente que desenvolveu hepatite medicamentosa em decorrência do uso do assim chamado popularmente kit covid ( Ivermectina, Hidroxicloroquina, Azitromicina). Esse alerta  técnico é de grande importância e deve ser observado pois  há grandes chances de que haja mais casos futuros nas mesmas condições. HEPATITE MEDICAMENTOSA O fígado é o principal órgão envolvido no metabolismo e na eliminação de substâncias. A toxicidade hepática Continue lendo

Remdesivir aprovado pela ANVISA

Remdesivir aprovado pela ANVISA

6 minutos A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso do Remdesivir contra a covid-19, sendo o primeiro medicamento antiviral a ter recomendação em bula para pacientes com o novo coronavírus. O Remdesivir poderá ser utilizado no Brasil em pessoas com idade superior a 12 anos, com pelo menos 40 kg, que estejam com pneumonia e precisem de suplementação de oxigênio. É importante destacar que a indicação terapêutica aprovada em bula não se restringe à forma leve, moderada ou grave da doença. Ela está ligada à apresentação Continue lendo

Doenças virais: Hepatite C

Doenças virais: Hepatite C

8 minutos É uma inflamação do fígado provocada por um vírus, que quando crônica, pode conduzir à cirrose, insuficiência hepática e câncer do fígado. Durante vários anos foi conhecida sob a designação de hepatite não-A e não-B, até ser identificado, em 1989, o agente infeccioso que a provoca e se transmite, sobretudo, por via sanguínea. Hepatite C é a inflamação do fígado causada pela infecção pelo vírus da hepatite C (VHC ou HCV), transmitido através do contato com sangue contaminado. Estima-se que cerca de 3% da população mundial, 170 Continue lendo

Vacinas contra a COVID- 19: quais os principais efeitos adversos notificados

Vacinas contra a COVID- 19: quais os principais efeitos adversos notificados

4 minutos Primeiramente é preciso ficar claro que qualquer vacina ou medicamento usado em humanos está sujeito ou possui efeitos colaterais, estes que variam de leves a moderados. Como resposta aos componentes de uma injeção, o corpo às vezes dispara vermelhidão e inchaço no local da aplicação, tontura e até febre. Em casos muito raros, certos imunizantes desencadeiam efeitos colaterais graves. Porém, o risco disso é menor do que o de sofrer pra valer com a doença contra a qual as vacinas protegem.  É Continue lendo

Doenças virais: Hepatite B

Doenças virais: Hepatite B

9 minutos DOENÇAS VIRAIS: HEPATITE B Causada pelo vírus B (HBV), a hepatite do tipo B é uma doença infecciosa também chamada de soro-homóloga. Como o VHB está presente no sangue, no esperma e no leite materno, a hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível. O vírus da hepatite B é 50 a 100 vezes mais infeccioso do que o HIV. A hepatite B, descoberto em 1965, é a mais perigosa das hepatites e uma das doenças mais frequentes do mundo, estimando-se que Continue lendo

Doenças virais: Hepatite A

Doenças virais: Hepatite A

8 minutos A Hepatite A é uma doença infecciosa aguda, causada pelo vírus da Hepatite A (VHA). Este que no corpo dos seres humanos provoca inflamação e necrose do fígado. Sendo sua transmissão a fecal-oral, pelo contato com água, alimentos ou objetos contaminados. Uma pessoa infectada pelo vírus da Hepatite A pode ou não desenvolver a doença. A hepatite A ocorre em todos os países do mundo, inclusive nos países mais desenvolvidos, porém é comum em locais com baixa infraestrutura e onde há pessoas Continue lendo

Vacinas contra a COVID-19: entenda onde estamos nesse processo

Vacinas contra a COVID-19: entenda onde estamos nesse processo

7 minutos Já estamos, aqui no Brasil, com 7 meses de enfretamento a Pandemia do Sars-CoV-2, causador da doença chamada de Covid-19. Está doença que é uma pandemia e até o momento, outubro de 2020 não há sequer uma vacina aprovada para uso em humanos. Por se tratar de uma pandemia, o planeta inteiro clama por um tratamento que seja eficaz e evite mortes. Porém o processo de criação de uma vacina, não é algo rápido ou fácil de ser feito, mesmo com a Continue lendo

Covid-19: formas de transmissão

Covid-19: formas de transmissão

2 minutos A COVID-19 é uma doença que apresenta grande transmissibilidade, o que fez com que ela se espalhasse por todo o planeta, causando a atual pandemia enfrentada por nós. A COVID-19 apresenta um período de incubação (período entre o contágio e o surgimento dos sintomas) de cerca de 14 dias. Porém sendo sintomático ou não, a pessoa infectada pode e certamente irá transmitir a doença a pessoas saudáveis, se medidas de contenção não forem adotadas. A principal forma de transmissão da COVID-19 é por contato Continue lendo

A importância do Farmacêutico Clínico no acompanhamento do paciente

A importância do Farmacêutico Clínico no acompanhamento do paciente

2 minutos O Farmacêutico Clínico é o profissional responsável pela promoção do uso racional de medicamentos, seja por pacientes, seja pelos profissionais que lidam com pacientes e prescrevem medicamentos. Cabe ao profissional dessa área dar suporte a todos os profissionais com quem trabalha, no que diz respeito, ao uso de medicamentos, bem como acompanhar os pacientes que iniciaram um novo tratamento ou que precisam de ajustes no tratamento que já fazem uso. Cabe a Farmácia Clínica ser a ciência da saúde cuja responsabilidade é Continue lendo