Tecovirimat- tratamento para Varíola de macaco

Tecovirimat- tratamento para Varíola de macaco

Tempo de leitura: 8 minutos

Tecovirimat ou Tecovirimat SIGA vendido sob a marca Tpoxx® principalmente. É um medicamento antiviral com atividade contra vírus da família Poxviridae.

O medicamento Tecovirimat é indicado para o tratamento das seguintes infeções virais em adultos e crianças com um peso corporal de pelo menos 13 kg:

·       Varíola

·       Varíola dos macacos

·       Varíola bovina

Também é indicado para tratar complicações causadas pela replicação do vírus vaccinia, após a vacinação contra a varíola em adultos e crianças com um peso corporal de pelo menos 13 kg.

Está aprovado para uso nos Estados Unidos e Canadá, bem como por países pertencentes ao bloco da União Europeia e regidos pela EMA – European Medicines Agency.

TECOVIRIMAT E VARÍOLA DE MACACO

A eficácia de Tecovirimat foi avaliada com base em estudos em animais infetados com doses letais de ortopoxvírus, em estudos sobre os efeitos do medicamento no organismo humano e sobre a forma como o medicamento é absorvido, modificado e eliminado do organismo em seres humanos e animais (estudos farmacodinâmicos e farmacocinéticos).

A Agência Europeia de Medicamentos considerou que Tecovirimat é eficaz na redução da mortalidade causada pela varíola, a varíola do macaco e a varíola bovina, com base em estudos realizados em animais. Embora a segurança do medicamento tenha sido avaliada em pessoas não infectadas, prevê-se que os efeitos secundários de Tecovirimat sejam semelhantes em pessoas infectadas e considerados aceitáveis. Por conseguinte, a Agência Europeia de Medicamentos concluiuque os benefícios de Tecovirimat SIGA são superiores aos seus riscos e o medicamento pode ser autorizado para utilização na UE.

Os efeitos secundários mais frequentes associados a Tecovirimat SIGA são dores de cabeça (que podem afetar mais de 1 em cada 10 pessoas) e náuseas (sensação de enjoo) (que podem afetar 1 em cada 10 pessoas).

Segundo a EMA, Tecovirimat SIGA foi autorizado em circunstâncias excecionais. Isto significa que não foi possível obter informação completa sobre Tecovirimat SIGA devido à raridade das doenças. A Agência procederá, anualmente, à análise de novas informações disponíveis e, se necessário, à atualização dos resumos públicos internacionais.

COMO UTILIZAR O TECOVIRIMAT?

Tecovirimat SIGA está disponível na forma de cápsulas a tomar por via oral e a dose depende do peso corporal. O tratamento com Tecovirimat deve ser iniciado o mais rapidamente possível após o diagnóstico.

O Tecorivimat SIGA – Tpoxx® 200 mg em capsula gelatinosa deve ser tomado da seguinte forma:

Tomar o medicamento dentro de 30 minutos após uma refeição completa

Adultos e pacientes pediátricos com peso mínimo de 40 kg:

·       40 kg a menos de 120 kg: 600 mg de duas vezes ao dia por 14 dias.

·       120 kg ou mais: 600 mg de três vezes ao dia durante 14 dias.

Pacientes pediátricos com peso igual ou superior a 13 kg e aqueles que não conseguem engolir cápsulas – preparar solução oral com cápsulas.

·       13 kg a menos de 25 kg: 200 mg de duas vezes ao dia para 14 dias.

·       25 kg a menos de 40 kg: 400 mg de duas vezes ao dia para 14 dias.

FARMACOLOGIA DO TECORIVIMAT

O tecovirimat inibe a atividade da proteína VP37 do orthopoxviru, bloqueando a interação da VP37 com Rab9 GTPase e TIP47 celulares, o que impede a formação de viriões, necessários para a disseminação entre as células.

Em ensaios de culturas celulares o tecovirimat resultou em uma redução de 50% do efeito citopático induzido por vírus (EC50) para os vírus da varíola, varíola dos macacos, varíola bovina e vaccinia.

Absorção: O tecovirimat atinge concentrações plasmáticas máximas 4 a 6 horas após administração oral com alimentos. A administração de tecovirimat com uma refeição de gordura e calorias moderadas (~ 600 calorias e ~25 gramas de gordura), em comparação com o tecovirimat tomado em jejum (sem alimentação), aumentou a exposição ao fármaco (AUC) em 39%.

Distribuição: O tecovirimat liga-se em 77,3-82,2% às proteínas plasmáticas humanas. Após uma dose única de 600mg de tecovirimat em indivíduos saudáveis, as concentrações de radioatividade total foram mais baixas no sangue total, em comparação com o plasma em todos os pontos temporais, com relações de sangue total com o plasma variando de 0,62-0,90 em todos os pontos temporais. O tecovirimat tem um elevado volume de distribuição (1356 l).

Biotransformação: Com base em estudos humanos, o tecovirimat é metabolizado para formar metabolitos M4, M5 e TFMBA. Nenhum dos metabolitos é farmacologicamente ativo. Na urina, o conjugado glucoronídeo primário de tecovirimat e o conjugado glucoronídeo de M4 foram os componentes mais abundantes, representando médias de 24,4% e 30,3% da dose, respetivamente. No entanto, nenhum dos conjugados glucoronídeos foi encontrado como um metabolito principal no plasma.

Eliminação: Após uma dose única de tecovirimat marcado com carbono 14 em indivíduos saudáveis, aproximadamente 95% da marcação foi recuperada na urina e fezes durante o período pós-dose de 192 horas, com aproximadamente 73% da radioatividade administrada a serem recuperados na urina e 23% a serem recuperados nas fezes, indicando que a via renal é a principal via de excreção. A excreção renal do composto original foi mínima, representando menos de 0,02%. A maioria do fármaco excretado pelo sistema renal está numa forma glucuronidada. Nas fezes, a excreção foi principalmente de tecovirimat inalterado. A semivida terminal do tecovirimat foi de 19,3 horas.

EXISTEM OUTROS TRATAMENTOS PARA VARÍOLA DE MACACOS?

O Cidofovir (também conhecido como Vistide), medicamento aprovado pelo FDA para o tratamento da retinite por citomegalovírus (CMV), complicação oftalmológica que afeta pacientes com HIV/AIDS. Mas a recomendação para o uso é somente se os casos da doença se multiplicarem a ponto de configurar um surto.

O Brincidofovir (também conhecido como Tembexa) é outro medicamento antiviral que foi aprovado pelo FDA em 4 de junho de 2021 para o tratamento contra vários vírus do gênero Orthopoxvirus (como o Smallpox e o Monkeypox). No caso do Smallpox, seu uso está aprovado também para pacientes pediátricos.

E O TRATAMENTO NO BRASIL?

Infelizmente o medicamento Tecovirimat ainda não foi aprovado pela ANVISA, devido a falta de pesquisa e ensaios clínicos em humanos. O medicamento não é usando no Brasil para tratamento para doença Varíola de Macaco.

Outros medicamentos como Cidofovir e Brincidofovir também não possuem registro para uso no Brasil e por isso ainda não são empregados.

O tratamento da doença em como objetivo aliviar os sintomas e evitar infecções bacterianas secundárias, que podem acontecer devido à fragilidade do sistema imunológico. Além disso, é recomendado que a pessoa fique em isolamento para evitar que haja a transmissão do vírus para outras pessoas. O médico também deve indicar analgésicos para aliviar dores e outros sintomas até que o organismo seja capaz de eliminar o vírus.

A vacina para a varíola é capaz de prevenir o aparecimento da doença varíola e varíola de macaco, caso seja administrada antes da exposição ao vírus da varíola, e/ ou evitar que a doença seja grave, desde que seja administrada em até 4 a 7 dias após a exposição ao vírus.

Imagem: Vinícius Lôbo

Referências:

– Tecovirimat Oral. In DRUG INTERACTION [database on the Internet]. 2022, [cited. 26 jul 2022]. Available from https://www.drugs.com/cons/tecovirimat.html.Subscription no required to view.

– Tecovirimat Oral. In DRUG INTERACTION [database on the Internet]. 2022, [cited. 26 jul 2022]. Available from https://www.drugs.com/cons/tecovirimat.html#warnings Subscription no required to view.

– Tecovirimat SIGA. European Medicines Agency – EMA. Disponível em: https://www.ema.europa.eu/en/documents/overview/tecovirimat-siga-epar-medicine-overview_pt.pdf

– Tecovirimat SIGA, tecovirimat monohydrate. European Medicines Agency – EMA. Disponível em: https://www.ema.europa.eu/en/documents/product-information/tecovirimat-siga-epar-product-information_pt.pdf

– TPOXX (tecovirimat) Label. Food and Drug Administration – FDA. Disponível em: https://www.accessdata.fda.gov/drugsatfda_docs/label/2021/208627s006lbl.pdf

– O que é recomendado e o que deve ser descartado no tratamento da varíola causada pelo Monkeypox. INSTITUTO BUTANTAN. Disponível em: https://butantan.gov.br/noticias/o-que-e-recomendado-e-o-que-deve-ser-descartado-no-tratamento-da-variola-causada-pelo-monkeypox

– Notice: Multiple Additions to the Prescription Drug List (PDL) [2022-01-24]. Health Canada. 24 January 2022. Archived from the original on 26 jun 2022. Available from: https://www.canada.ca/en/health-canada/services/drugs-health-products/drug-products/prescription-drug-list/notices-changes/multiple-additions-2022-01-24.html

– New Medicines Approved in 2018 – Meds Entry Watch. Health Canada. 24 January 2022. Archived from the original on 26 jun 2022. Available from: https://www.canada.ca/en/patented-medicine-prices-review/services/npduis/analytical-studies/meds-entry-watch-2018/new-medicines-approved-2018.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.