Seja um Farmacêutico no Canadá e dê uma grande guinada na sua carreira

Seja um Farmacêutico no Canadá e dê uma grande guinada na sua carreira

Tempo de leitura: 4 minutos

Assim como em muitas outras profissões, para o Farmacêutico exercer a função no Canadá, ele precisa ser licenciado ou registrado pelo órgão regulador provincial ou territorial.

Enquanto a maioria dos Farmacêuticos licenciados trabalham em farmácias comunitárias, muitos outros trabalham em hospitais e outros estabelecimentos de saúde. Um pequeno número de Farmacêuticos no Canadá são empregados nas empresas farmacêuticas, universidades e departamentos governamentais.

Os Farmacêuticos no Canadá não são apenas dispensadores de medicamentos, eles são envolvidos no cuidado com a saúde do paciente conduzindo diretamente a terapia medicamentosa e aconselhando os pacientes. O trabalho do Farmacêutico no Canadá com o paciente vai desde a preparação do medicamento, aconselhamento nos cuidados na administração, possíveis interações medicamentosas e efeitos adversos. Em alguns locais do país, o Farmacêutico possui licença para prescrição de medicamentos.

Devido à vasta extensão territorial do Canadá, o número de Farmacêuticos, e por sua vez o número de unidades de farmácia, são muito pequenos. Há poucos Farmacêuticos, e estes devem dirigir às vezes mais de 300 Km para chegar até a “Comunidade de Farmácia – Farmácia Comunitária”, como é chamado no país a Unidade de Farmácia, mais próxima.

E o Governo reconhecendo este problema iniciou a partir de 2009 uma campanha que motivou os Farmacêuticos a se mudarem para áreas mais remotas no intuito de tornar o medicamento mais acessível à população.

Para tanto, as Universidades aumentaram o número de estudantes admitidos nos cursos para ajudar o Governo Canadense.

A profissão farmacêutica é uma das mais lucrativas no país, assumindo terceiro lugar entre os salários mais altos.

Quanto ganha um Farmacêutico no Canadá?

O valor do salário médio é de C$ 95.000 anual, cerca de R$ 265.050,00 (cotação do dólar canadense (CAD) – R$2,79  em 26/04/2016), além de um bônus anual de C$ 3.000,00, cerca de R$ 8.370,00.

Mas este valor pode aumentar dependendo da especialização, nível de graduação, local de trabalho e da área de atuação. E este valor pode chegar até C$ 157.300,00, ou seja, R$ 438.867,00 ao ano.

Porém para você que é Brasileiro e se interessou em se tornar um imigrante trabalhador neste país, fique atendo, pois o processo não é fácil.

Segundo relatos, você precisa seguir o seguinte roteiro:

Etapa 1: Avaliação do Histórico Escolar

Primeiro de tudo o Farmacêutico brasileiro tem que contactar o PEBC (Pharmacy Examining Board of Canada).  Eles te darão toda a lista do que deve ser feito para a validação do diploma de Farmacêutico.

Caso na avaliação seja constatado um nível inferior ou insuficiente com relação ao ensino, o candidato deverá retornar aos estudos  e participar dos cursos e aulas ministrados pelas Universidades Canadenses.

Etapa 2: Prova de Equivalência

Caso considerem o histórico escolar equivalente, o candidato deve se submeter a uma prova de equivalência: The Evaluating exam. O teste tem como finalidade avaliar os 5 anos de ensino da universidade brasileira. Então, basicamente tudo! O PEBC avalia todo o conhecimento do Farmacêutico brasileiro.

 Etapa 3: Prova de Qualificação

  • Prova de Qualificação 1 – Teste escrito composto de diversos cálculos realizados em 2 dias com tempo marcado.
  • Prova de Qualificação 2 – Prova oral composta por cenários e atores. Obs: É super cara!

Na segunda prova de qualificação, os avaliadores disponibilizam cerca de 30 estações de quadros clínicos para avaliação oral. Desta forma, o candidato deve aprender as Leis e praticá-las, pois faz parte da prova, além da aplicação do conhecimento técnico, é claro.

Etapa 4: Teste de inglês

No caso do candidato passar na prova, haverá outro teste para provar o nível do inglês, com um certificado aprovado pelo  PEBC.

Etapa 5: Prova de jurisprudência

Prova de jurisprudência da província onde for exercer a profissão.

Etapa 6: Estágio

Realização de estágio por um ano, às vezes, não pago.

Após o estágio, deve ser elaborado um relatório para poder exercer a profissão. Este procedimento é válido para todas as províncias do Canadá, exceto Quebec.

Para Quebec, o Farmacêutico deve voltar a estudar na Universidade e as Leis são diferentes das demais províncias.

As etapas possivelmente seriam diferentes.

Tal processo é lento e bem caro, porém para aqueles que sonham com uma vida melhor, saibam que lutar pelos seus sonhos é a melhor fórmula para o sucesso.

De Vinícius Lôbo com informações do site: Farmacêuticas®.

Nota: Artigo baseado em fatos compartilhados por farmacêuticos em outros países e informações encontradas em embaixadas ou ordens farmacêuticas de diversos países.

** Este artigo foi escrito em 2015 com atualização de valores em 2016

Referências

Farmacêuticas®.  

The Pharmaceutical Journal  

Farmacêuticas®  O que fazer para se tornar farmacêutico no Canadá 

Embaixada do Canadá Legislação

Embaixada do Canadá Estudando no Canadá

Immi Canada Tornando-se um farmacêutico no Canadá

Crédito da imagem: Wikipedia

 

 

6 Comentários


  1. Oi tudo bem? Sou formada em farmacia, moro no Brasil e gostaria de ir para canada exercer minha profissao no pais. Como que eu faço?. Meu curso foi de 4 anos. Eu teria que cursar mais um ano aqui ou fazer a equivalência lá? Preciso de alguma recomendação? Agradeço desde ja a atenção.

    Responder
    1. Dr. Vinícius Lôbo

      Olá, como descreve o artigo, você deve seguir os passos apontados no texto, para o processo de equivalência.
      Mas para facilitar o início do processo, você precisa entrar em contato com a embaixada ou uma universidade canadense.
      Digo isso porque cursos com duração inferiores a 5 anos no Brasil, não recebem equivalência, então você terá que ir cursar algumas disciplinas e semestres no Canadá.
      Os outros passos são seguir mesmo o roteiro do texto e boa sorte. Durante o processo, veja também se você pretende ir para um estado com língua inglesa ou Francesa. Pois os processos são um pouco diferentes. Enquanto isso, vá treinando a língua

      Responder
    2. Dr. Vinícius Lôbo

      boa tarde Elisabete,

      Para imigrar para o Canadá, assim como em outros países, você não necessariamente precisa ser descendente ou ter origem lá. Você apenas terá que ser aceita em algum processo de imigração que eles façam.
      É importante salientar que fazer uma revalidação de diploma no Canadá não lhe garantirá imigração. Você precisa primeiro iniciar um processo de visto provisório para lá, tal como visto de estudo e trabalho, visto de trabalho regular, visto de união estável, etc. Aí então tentar um visto de permanência e fazer o processo de revalidação de diploma.
      Só lamento informar que em condições normais, esse processo é bem caro em cada uma das etapas. Agora com a pandemia, no Brasil, em aumento e a desvalorização do real, esse processo triplicou de preço. Mas o importante é não desanimar e ser persistente.

      Você pode se informar sobre imigração no site da embaixada do Canadá no Brasil ou por agências de intercâmbio / advogados de imigração para o Canadá. Lembre-se de se certificar da idoneidade de cada agências que ofereça auxílio nesse processo, antes de empregar qualquer dinheiro.

      Vinícius Lôbo

      Responder

  2. Olá, tenho 18 anos ainda estou em dúvida entre fazer matemática licenciatura ou farmácia, e gostaria de saber se pra ser professor no Canadá também é um processo complicado, e se exige pós graduação em ambos os cursos.

    Responder
    1. Dr. Vinícius Lôbo

      Olá Sabrina, como você ainda é muito jovem, minha sugestão é que se você pretende ir ao Canadá, que você vá e comece o curso lá, independente do curso que escolha, isso porque o processo de revalidação de diploma é muito caro, para qualquer profissão e se você já tiver estudado lá, você ficará livre de qualquer transtorno e desgaste.

      Infelizmente eu não posso responder sobre o processo de revalidação de diploma para professores. Eu não possuo esta informação. Á única informação que a embaixada canadense me enviou no momento que escrevi essa matéria, era que todos os processos são caros, levam um tempo não muito curto e podem ou não ser aprovados.

      Outra questão que fica como minha sugestão é pensar bem antes de escolher entre Matemática e Farmácia, porque são profissões bem diferentes, uma vez que como profissional matemático, você estará condicionada a trabalhar com alunos, estatística e construção de artigos, bem como controle de dados e pesquisas avançadas em matemática. Já o profissional farmacêutico deve estar apito a ser treinado em varias áreas ao mesmo tempo, porque muitas vezes o farmacêutico deve cuidar da economia e administração de onde trabalha. Ele tem que saber lhe dar com outros profissionais de saúde, como médicos, que tendem a não aceitam nossa opinião, além de dar aula, fazer estatística, pesquisar, treinar funcionários, analisar documentos, pesquisas e materiais em laboratório, controlar e fazer burocracia. O farmacêutico no Brasil possui mais de 100 habilitações possíveis e você vai ter que ver um pouco de cada uma, na sua graduação, caso ela seja uma boa graduação. E isso nem sempre é fácil. Eu por exemplo detestava as matérias que me voltavam muito a física e a nutrição, como Bromatologia e Controle de Qualidade.

      Boa sorte

      Responder

  3. Olá Vinícius . Sou Elisabete, tenho 26 anos, sou farmacêutica. Me formei em 2019, porém já trabalho na área há 8 anos. Gostaria de saber se para imigrar para o Canadá precisa ser descendente?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *