Medicamentos termolábeis

Tempo de leitura: 2 minutos

A Indústria Farmacêutica traz, hoje, uma grande variedade de medicamentos inovadores e que possuem as mais distintas propriedades físico-químicas possíveis.

Alguns deles são muito presentes no cotidiano das pessoas e, na maioria das vezes, não possuem recomendações especiais para. No geral, eles são facilmente armazenados em locais comuns das residências dos usuários.

Há medicamentos, porém, que necessitam de cuidados especiais quanto ao modo de armazenamento por possuírem propriedades físico-químicas diferenciadas. Um exemplo claro desse tipo de medicamento são os medicamentos termolábeis.

Substâncias termolábeis são aquelas que com não suportam uma grande oscilação de temperatura, sem perder sua estabilidade, uso ou composição original. O termo termolábel pode se aplicar a substâncias e seres vivos, como bactérias.

São chamados de termolábeis, os medicamentos particularmente sensíveis à ação da temperatura e que por isso geralmente requerem armazenamento sob refrigeração (entre 2ºC e 8ºC). Este armazenamento deve ser realizado em refrigeradores apropriados, não sendo permitido, por exemplo, o uso de equipamentos do tipo “frigobar”.

Fazem parte da classe de medicamentos termolábeis, medicamentos biológicos e imunobiológicos, vacinas, algumas substâncias injetáveis como insulina dentre outros. Trata-se de uma classe de medicamentos que são sensíveis a grandes variações de temperatura, isso quer dizer que eles jamais devem ser congelados ou aquecidos.

O controle diário da temperatura é essencial para assegurar a qualidade dos medicamentos termolábeis. Para isso são utilizados termômetros digitais ou analógicos com rigoroso controle do ambiente.

Deverão existir sistemas de alerta que possibilite detectar defeitos no equipamento de refrigeração para pronta reparação, uma vez que qualquer grande variação de temperatura pode fazer o medicamento perder sua eficácia e estabilidade, gerando a perda do produto e prejuízos econômicos.

O armazenamento incorreto de medicamentos termolábeis pode acarretar na falta de ação medicamentosa ou a potencialização de efeitos colaterais, afetando diretamente a saúde dos pacientes e podendo até mesmo interferir na contaminação ambiental. Dessa forma, o farmacêutico não pode deixar de ficar atento a todas as condições de armazenamento de seus medicamentos, e orientar a Enfermagem sobre o manuseio de tais medicamentos.

Crédito da imagem: Flickr

Referências

Centro de Informação sobre Medicamento CIM – Conselho Regional de Estado do Paraná – CRF-PR [Cuidados no Armazenamento de Medicamentos sob Refrigeração]

CEME – Central de Medicamentos – Ministério da Saúde [Boas Práticas para estocagem de Medicamentos]

Blog: Experiências de um Técnico de Enfermagem [Farmacologia: Medicamentos Termolábeis precisam de cuidados]

Clínica IREDO [Biológicos: Medicamentos que precisam de refrigeração]

Drugs.com [Thermolabile definition]

ELSERVIER:> Farmácia Hospitalar [Thermolabile Drugs. Operating Procedure in the Event of Cold Chain Failure].

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *