Gestão de risco, como assim?

Tempo de leitura: 1 minuto

Nas rotinas diárias, muitas vezes, não buscamos entender a origem dos problemas. Ficamos “apagando incêndios” e querendo soluções imediatas. Quando entendi a importância de um gerenciamento de projetos, mapeamentos de processos, gerenciamento de riscos, barreiras e indicadores, tudo melhorou! Tudo ficou mais fácil! Percebi que o mapeamento de processos é uma ferramenta imprescindível para qualquer área que atuamos! É a partir deste mapeamento que conseguimos “olhar” para cada etapa, identificar os perigos e riscos e implementar barreiras.

O risco pode ser entendido como sendo um evento ou condição incerta que, se ocorrer, poderá trazer um efeito positivo ou negativo!

Os componentes do risco são: o evento, a probabilidade de ocorrência desse evento e o seu impacto. Sendo que os objetivos do Gerenciamento de Riscos de qualquer atividade ou projeto são aumentar a probabilidade e o impacto dos eventos positivos e diminuir a probabilidade e o impacto dos eventos adversos à atividade proposta, estando diretamente relacionado com o sucesso ou o fracasso do projeto em questão ou até mesmo de rotinas diárias.

E porque tenho que gerenciar riscos?

Os principais benefícios do gerenciamento dos riscos são: diminuição das crises e a ocorrência de surpresas e problemas; redução de perdas nos projetos, potencializando os resultados; aumento das vantagens competitivas efetivas e consequentemente o aumento substancial da chance de sucesso do projeto.

Entendo também que o gerenciamento dos riscos não deve ser praticado de maneira isolada ou arbitrária pelo gestor! Será um momento importante de interface e discussão com a equipe, a fim de mapear e definir estratégias para minimizar ou acompanhar os riscos (ações de mitigação). Trata-se de um processo dinâmico, contínuo, onde a equipe deve ser envolvida, pois é de grande importância para que se tenha sucesso seja no resultado final do projeto ou em uma simples rotina diária do seu setor.

Boa sorte! Foco nos riscos!

imagem: Flickr

1 comentário


  1. Parabéns pelo excelente assunto abordado representando uma outra importantíssima relevância o gerenciamento de riscos no âmbito farmacêutico.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *