A importância do Farmacêutico Clínico no acompanhamento do paciente

Tempo de leitura: 2 minutos

O Farmacêutico Clínico é o profissional responsável pela promoção do uso racional de medicamentos, seja por pacientes, seja pelos profissionais que lidam com pacientes e prescrevem medicamentos. Cabe ao profissional dessa área dar suporte a todos os profissionais com quem trabalha, no que diz respeito, ao uso de medicamentos, bem como acompanhar os pacientes que iniciaram um novo tratamento ou que precisam de ajustes no tratamento que já fazem uso.

Cabe a Farmácia Clínica ser a ciência da saúde cuja responsabilidade é assegurar, mediante a aplicação de conhecimentos e funções relacionadas ao cuidado dos pacientes, que o uso de medicamentos seja seguro e apropriado; eficaz e economicamente compatível com a realidade do paciente. Sendo assim, necessária a educação especializada e treinamento estruturado, para que esse trabalho complemente o trabalho desempenhado pelos demais profissionais da saúde.

O farmacêutico clínico se faz importante para garantir uma maior efetividade dos recursos empregados em um tratamento feito por um paciente. Dessa maneira, o farmacêutico da área clínica, pode trabalhar dentro de unidades hospitalares, cuidados de paciente internados e dos pacientes que recebem novas prescrições, como em farmácia, drogarias e consultórios próprios, ajudando principalmente, àqueles pacientes polimedicamentados que enfrentam grandes dificuldades em tratamentos longos e de grande número de fármacos consumidos.

É por essa visão e contato mais aproximado com o paciente, que a área está focada em ensinar, em ter contato com as dúvidas, preocupações e dificuldades que quem faz uso de alguma medicação, possa ter. Este trabalho de fundamental importância para que a medicina possa levar o paciente necessitado a cura que ele procura.

Em condições ideais de uma sociedade perfeita, a farmácia clínica e seus profissionais são tão fundamentais como o próprio sistema de saúde, isso porque, todos os membros dessa sociedade entenderiam que cada profissional da saúde tem seu espaço e que todos são importantes para que a promoção da saúde aconteça e nós farmacêuticos clínicos estaríamos lá, desafogando o trabalho acumulado dentro dos hospitais, complementando com nosso conhecimento e dando a atenção merecida ao paciente que nos procura.

As atividades desenvolvidas por um farmacêutico clínico complementam o trabalho de outros profissionais e asseguram que o paciente tenha com quem receber orientações adicionais e que tenha também, um profissional capacitado para observar, identificar e  cuidar de possíveis efeitos advindos do tratamento medicamentoso ou da própria enfermidade do paciente, sendo assim, o elo mais próximo do doente com o corpo profissional da saúde.

Condicionar um paciente com alguma enfermidade a limitar-se apenas em ter um diagnóstico e receber um tratamento genérico, na maioria dos casos, não é suficiente para certificar a eficácia no cuidado em saúde. Pacientes precisam de orientação, manejos farmacológicos e a segurança de ter alguém mais acessível que possa orienta-los quando problemas adicionais aparecerem ou outras dificuldades para continuar o tratamento, surgirem. 

Crédito da imagem: Unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *